O Universo

Após longos e incansáveis minutos de estudo, nossos grandes cientistas publicaram a definção do que é o universo. Publicado em um dos maiores guias para mochileiros da galáxia, o Guia do Mochileiro das Galáxias, o estudo define:

1 – Área: Infinita
O guia define infinito como: Maior que a maior de todas as coisas e um pouco mais que isso. Muito maior que isso, na verdade, realmente fantasticamente imenso, de um tamanho totalmente estonteante, tipo “puxa, isso é realmente grande!”. O infinito é tão totalmente grande que, em comparação a ele, a grandeza em si parece ínfima. Gigantesco multiplicado por colossal multiplicado por estonteantemente enorme é o tipo de conceito adequado para infinito.

2 – Importações: Nenhuma

É impossível importar coisas para uma área infinita, pois não há exterior de onde importar coisas.

3 – Exportações: Nenhuma
Vide Importações.

4 – População: Nenhuma

É fato conhecio que um numero infinito de mundos, simplesmente por que há um espaço infinito para que esses mundos existam. Todavia, nem todos são habitados. Assim, deve haver um número finito de planetas habitados. Qualquer número finito dividido por infinito é tão próximo de zero que não faz diferença, de forma que a população de todos os planetas do Universo pode ser considerada igual a zero. Disso podemos deduzir que a população de todo o Universo também é zero, e que quaisquer pessoas que você possa encontrar de vez em quando são meramente produtos de uma imaginação perturbada.

5 – Unidades Monetárias: Nenhuma
Na realidade há três moedas correntes na Galáxia, mas nenhuma delas conta. O Dólar Altairense entrou em colapso recentemente, a baga Flainiana só pode ser trocada por outras Bagas Flainianas e o Pu Trigânio tem problemas próprios e muito específicos. Sua atual taxa de câmbio de oito Ningis por cada Pu é bastante simples, mas como cada Ningi é uma moeda triangular de borracha de 10.900 quilômetros em cada lado, ninguém jamais as juntou em número suficiente para possuir um Pu. Ningis não são moedas negociáveis, poruqe os Galactibancos recusam-se a lidar com trocados. Partindo-se dessa premissa básica, é simples provar que os Galactibancos também são produto de uma imaginação perturbada.

6 – Arte: Nenhuma

A função da arte é espelhar a natureza, e basicamente não existe um espelho que seja grande o bastante – vide item 1.

Outras definições sobre o universo, você poderá consultar nos capítulos: 7, 9, 10, 11, 14, 16, 17, 19, além dos capítulos entre 21 e 84. Ou você pode parar de perder seu tempo e ler o guia intero.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: