It’s…

Famosos por levar alegria aos seus telespectadores, assim como Bozo, Vovó Mafalda e Luiz Inácio Lula da Silva, o grupo Monty Python era mestre na arte das risadas. Programa de televisão Britãnico, Monty Python não se limitou a ser apenas um rostinho bonito na TV, mas também em teatros, shows e cinema.

Originalmente composto por Eric Idle, Graham Chapman, John Cleese, Michael Palin, Terry Jones, jovens britânicos que não sabiam fazer nada além de contar piadas e falar merda no bar. Implementaram um novo estilo de texto e representação, marcado pelo tom anárquico, pautado e pelo completo surrealismo das cenas. Também contavam com Terry Gilliam, cartunista que trabalhava na revista Mad.

Uma das partes mais marcantes, tão marcada que se tornou um marco na marcada passagem de Monty Python na TV, que desconheço a marca, apesar de falarem que a marca dela era boa para a época, comparada com marcas como LG e outras grandes marcas que marcam as nossas tvs de hj, foi a cena de abertura, onde Michael Palin surgia de algum lugar do cenário vestido de eremita e dizia “It’s…”. (Pausa para explicações Eremita: Um eremita ou ermitão é um indivíduo que, usualmente por penitência, religiosidade, misantropia ou simples amor à natureza, vive em lugar deserto, isolado. O local de sua morada é designado eremitério. Na história da Igreja Católica há um capítulo importante sobre os eremitas e o desenvolvimento da vida monástica, com destaque para Santo Antão do Deserto.) O personagem ficou conhecido como “The It’s Man”.

Após o término do grupo, muitos deles continuarão sua carreira na área artistica. Eric Idle e Neil Innes, que foram ao ar em Rutland Weekend Television e mais tarde em The Rutles, uma sátira dos Beatles. John Cleese e Connie Booth, que atuam em Fawlty Towers, série que conta sobre um hotel no litoral inglês. John também participou de filmes como Rat Race, Um peixe chamado Wanda, Harry Potter e 007. Além disso, dublou algumas animações, entre elas Shrek. Michael Palin, que atuou na série Ripping Yarns, escrita por Terry Jones. # Terry Gilliam, que dirigiu outros filmes, entre eles Brazil, Os 12 macacos, The Fisher King e The Brothers Grimm. Graham Chapman morreu em 1989.

Abaixo segue alguns nomes de sketchs para que você, querido usuário, possa procurar no TeuTubo =D.

* Dead Parrot (Papagaio Morto): Um homem (John Cleese) vai a uma loja de animais para reclamar de que o papagaio que ele comprara está morto, enquanto o dono da loja (Michael Palin) tenta provar que o papagaio está apenas descansando.

* Lumberjack Song (A Canção do Lenhador): Um barbeiro homicida (Michael Palin) que sonha em ser um lenhador. É seguido por uma canção onde o lenhador e os guardas florestais (os outros Pythons) cantam uma música um tanto excêntrica.

* Cheese Shop (A Loja de Queijos): Uma loja de queijo que vende tudo… menos queijo.

* Mr. Hilter (Sr. Hilter): Hitler vai à Inglaterra.

* Silly Job Interview (A Entrevista Idiota): Originalmente pertenceu à antiga série de John Cleese, “How to Irritate People”, mas foi refilmado e reusado no Flying Circus. Mostra um homem (Graham Chapman) indo a uma entrevista de emprego na qual o entrevistador tem idéias absurdas.

* How Not To Be Seen (Como não ser visto): Mostra como não ser visto. E o que pode acontecer se você for visto. Assim como muitos outros sketches, esse foi refilmado em “And Now For Something Completely Different”.

* Argument Clinic (Clínica dos Argumentos): Mostra um homem (Michael Palin) que vai a uma clínica na qual se vai para ter uma discussão.

* Buying a Bed (Comprando uma Cama): Um casal (Michael Palin e Connie Booth) vão a uma loja de móveis para comprar uma cama, mas os vendedores tem certos cacoetes que complicam a venda.

* Dirty Hungarian Phrase Book (O Livro Inglês/Húngaro de Frases Sujas): Um húngaro (John Cleese) vai a uma tabacaria com um livro de frases húngaro/inglês escrito maliciosamente com palavras trocadas.

* What to Do With the Lower Classes (O que fazer com as Classes Baixas): Quadro curtíssimo que mostra um homem (John Clesse), presumidamente rico, dando sua opinião sobre o que fazer com os menos favorecidos.

* Spam: Um casal vai a um restaurante cheio de vikings, onde o único tipo de comida é “SPAM”, uma marca de carne enlatada.

Always look on the bright side of life *assobios*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: