Esse é o post mais demorado da história desse blog, tive a idéia domingo passado e comecei a posta-lo desde segunda, mas minha “maravilhosa” internet não ajudou e só consegui colocar todas as fotos quinta. Sexta e sabado não pude escrever, então hoje só fiz os ajustes finais…

Sei que não é uma coisa muito comum, mas eu adoro analisar músicas sobre pontos de vista diferentes, sobre aspectos que não necessariamente são “musicais”. Como por exemplo, nomes de bandas ou de músicas. Nesse exemplo, embora não seja muito fã de nenhuma das duas bandas, adoro os nomes (das bandas) Led Zeppelin e Mötorhead.

Outra coisa que gosto de analisar são as capas dos álbuns.
Pensando nisso, hoje esse post vai iniciar uma série de posts sobre capas de álbuns de diferentes bandas, diferentes estilos de música. A música em si não interessa e sim a capa pura e simplesmente.

Hoje, pra estreiar a sessão, vou postar as capas de um de meus artistas favoritos, o já mencionado – em post anteriores – Dio. Vou colocar as capas desde sua fase no Black Sabbath até o fim de sua carreira solo (ano passado, com a “formação” da Heaven and Hell). Claro, alguns álbuns – especialmente alguns “live”(ou seja, albuns que não estão mortos) e coletaneas – estão fora, mas mesmo assim já existirão várias capas pra analisar.
Vou coloca-las em ordem de “qualidade”, ou melhor, o quanto eu acho cada uma boa, começando da menos melhor delas (tá, a pior xD)

Mas chega de enrolação e vamos direto as capas:

STRANGE HIGHWAYS
Strange Highways, album lançado em 1994, em sua carreira “solo” (ele não tocava toda a música sozinho obviamente). Porque coloquei ela em último? Simples, não entendi o que quer dizer a imagem e também não achei nada de mais nela, apenas algo meio “mistico”, aquele circulo desenhado em volta, sei lá, não me agradou a capa e isso basta. Só um detalhe que eu gostei e que talvez não apareça no post – procure ela no google se quiser ver mais de perto – são os três “diabinhos” azuis na cabeça da criatura. Não sei o que significavam, mas gostei.
Para a próxima então:
MAGICA

Outra da carreira solo dele, lançada no ano que supostamente o mundo não acabou. Felizmente (ou infelizmente como poderia dizer a ala deprimida que está lendo) o mundo não acabou e aqui estamos nós. Outra capa que pra mim não faz muito sentido e a figura também não chama muita atenção. Mesmo assim, acho um pouquinho melhor que a anterior, alguma coisa nessa me chama mais a atenção que na outra. Gostei também da pedra – ou qualquer coisa semelhante – vermelha que está na testa da linda criatura da imagem.

HEAVEN AND HELL

Essa sim entendo o que “tem a ver”. Heaven and Hell, famoso álbum de estreia do Dio no Black Sabbath (lançado em 1980). Como o próprio titulo do album já diz, Heaven and Hell, -ou céu e inferno pra quem não sabe de inglês e nem ta a fim de usar o tradutor pra traduzir – é em essência uma contradição entre o céu e o inferno, Deus e o diabo. Para mostrar essa oposição aparecem anjos fumando e jogando, coisas tipicas do mundo “mundano” e não divino como eles deveriam representar. Uma boa idéia, mas por algum motivo a imagem dela não me chama a atenção, é algo bem pessoal, mas não gostei da imagem (e como o post é meu, classifico como quiser =D)

SACRED HEART

Mais um album da fase solo do Dio. Ano? Não estou a fim de procurar… Procure se estiver tão curioso assim (eu aconselho a Wikipédia, ela costuma funcionar xD)
Não achei a capa tão maravilhosa assim, não gostei do estilo, do traçado do desenho. Também não achei muito sentido, tirando o Coração Sagrado (Sacred Heart) parecer ser o do dragão. E é basicamente por isso que coloquei essa imagem aqui, gosto de dragões. Sem maiores comentários…

ANGRY MACHINES

Fase e ano vide ao de cima.
Essa pelo menos eu entendo o significado : Basicamente máquinas com raiva (ou angriadas, numa tradução mais “literal”). Um cenário apocaliptico, bem cliche mesmo, com máquinas dominando tudo. Tá, uma idéia muito repetida, mas e daí. Gostei da idéia, do título do álbum e da capa (nunca disse que minhas escolhas teriam muito fundamento…)

MOB RULES

Da pra ver na capa, mas para os desavisados é da fase Black Sabbath xD
Essa capa tem muito a ver com a tradução do nome. MOB, numa tradução livre, seria algo como os miseráveis, os pobres, enfim os chinelos (ou a chinelagem).Mob Rules seria então algo como “A chinelagem manda”. Nesse contexto, a capa tem a ver, pessoas com aparências no minimo suspeitas, meio que dominando a cidade.Por algum motivo, gostei do desenho em si e da idéia geral, então ta valendo…

KILLING THE DRAGON

Killing the Dragon. Só pra destacar de novo, gosto de dragões e dragões de verdade (um dos próximos posts vai explicar o que são dragões de verdade). Então, o que dizer de uma capa que além de aparecer um dragão, tem o nome dragão na capa. Embora pareça uma capa meio fora do estilo, parece algo mais tipico de Blind Guardian (pra quem não conhece, uma banda que vou postar as capas “enbreve” também) gostei dela. Muito boa capa…

DEHUMANIZER

Não foi nem comentar a fase, essa tá bem na cara.
Pelo que eu entendo do inglês, acho que Deshumanizer significa deshumanização, ou seja, tirar a “humanidade” de alguém. E é o que parece na imagem, uma “caveira” tirando a “alma”, a parte humanitária de uma pessoa. Gosto de caveiras e coisas do tipo, ainda mais no contexto de capas, por isso escolhi essa. A idéia não é tão especial, mas parece que a imagem “encaixa” – se tu sabe o que quero dizer.

LOCK UP THE WOLVES

Definitivamente, decidi parar de colocar a fase e o ano.
Essa imagem é muito boa, primeiro o “Malvadão” em cima, muito bem desenhado – pra mim. A lua ao fundo dá um toque especial ao clima macabro da capa. Mas o que faz com que seja uma boa capa mesmo são os lobos que estão puxando o “trenó”, aquilo sim dá um toque a mais pra capa. É o diferencial que me fez colocar essa capa numa posição melhor que a de cima (Dehumanizer pra quem tem memória super fraca ou pra quem comeceu a ler o post por aqui xD)

LIVE EVIL


Eu falei que não gotava muito de albuns “especiais”, mas essa capa é muito boa mesmo. Tu já deve ter visto algo parecido, mas não se lembra do que??
Clássico, essa imagem parece saída de uma das paredes de um trem fantasma de algum parque chinelo. Várias imagens nada a ver uma com a outra e, em geral assustadoras.
Foi exatamente por isso que escolhi essa, destaque para o “soldado-porco” que lembra a música War Pigs do Black Sabbath e o cavaleiro medieval ao centro (gosto de coisas medievais *.*)
Enfim, o destaque dessa capa é a diversidade das figuras…

Agora para o top 3…
Todas da fase solo do Dio e com uma “temática” parecida…

DREAM EVIL

Muitos consideram essa capa assustadora (tente pensar nela enquanto for dormir, ainda mais se for uma criança que está lendo xD).
Foi isso que eu gostei nessa capa, essa coisa comum de toda criança pensar que tem um monstro embaixo da cama, só que nesse caso não é um monstro e sim o diabo em pessoa. Muito boa a contradição entre a criança dormindo, a pureza e o diabo na janela (e todos os outros seres “em volta”).
Uma capa assustadora… E boa exatamente por isso.

THE LAST IN LINE

Acho essa capa muito boa, tive muitas duvidas entre colocar ela em primeiro ou segundo. Acabou ficando em segundo.
Nessa capa, um cenário apocaliptico, algo quase um fim do mundo, todas as pessoas atormentadas, perdidas e confusas e – o melhor da capa – ao fundo o diabo, surgindo como força principal, algo como : “Eu mando agora”.
Gostei da capa, mas gostei um pouco mais da próxima…

HOLY DIVER

Independente da capa, esse é um dos melhores albuns do Dio (se não o melhor). Mas isso, já disse, não interfere no meu julgamento.
Acho que o título é importante pra entender essa imagem, Holy seria algo sagrado e Diver, segundo o tradutor, significa mergulhador. Pode ser que – e deve ser – que Holy Diver seja uma expressão, mas traduzindo ao pé da letra como mergulhador sagrado tem muito a ver, no sentido de que o padre (ou coisa do tipo) está mergulhando (o mergulhador sagrado xD).
Mas, é obvio que dá pra notar que ele não esta mergulhando porque gosta de mergulhar e admirar os peixeis ou corais, e sim porque está sendo “obrigado” pelo diabo. Mais uma vez está seguindo a temática da capa acima, o diabo mandando em tudo, e é essa inversão que eu gostei na capa.
Último destaque também para o símbolo que o capeta está fazendo com a mão esquerda, o clássico símbolo “headbanger”.

OBS : Sim, você está certo. Esse post e esse blog é totalmente subersivo, está cheio de mensagens subliminares que vão te levar, invariavelmente, ao satanismo. Não precisa ficar “confabulando” sobre as mensagens subliminares, estou assumindo que existem xD
Tá, calma, pode cancelar o exorciso, eu estava só brincando.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: